Seu carrinho
Close Alternative Icon
Entrega GRÁTIS para pedidos acima de R$300 para Zona Sul, Tijuca e Barra. Retiradas no ateliê em até 5 dias úteis.

Wabi-Cuidados: no outono e inverno

Arrow Thin Right Icon
Muita gente não sabe, mas durante o outono e inverno, até as espécies que não perdem as folhas entram num ritmo mais lento. Nos acostumamos a associar essas estações com plantas completamente "peladas" mas tal característica não é regra no reino vegetal. 

Existem um preparo silencioso e imperceptível para nós.



No outono, as plantas começam o processo de hibernação, diminuem a fotossíntese, resguardando energia para, no inverno, entrarem no período de dormência.

É a pausa necessária para economizar esforços e despertarem muito mais fortes na primavera. O crescimento desacelera e não há o surgimento de brotos ou folhas novas. 

A natureza nos lembra que é hora de deixar ir. Época ideal para podar galhos, ramos e ficar atento à rega, que com a umidade da estação pode não precisar de tanta água como no nosso verão escaldante. Fiquem atentos à nossas dicas e aproveitem a brisa leve que vem chegando!

  • Observe. Lembre-se, plantas são seres vivos, basta ficar atento aos sinais para perceber se ela anda precisando de menos ou mais água, se algum bichinho intruso a visitou ou se está na hora de cortar algumas partes. Recomendamos sempre checar o grau de umidade da terra antes de regar. Nessa época, com a queda das temperaturas, é comum a água demorar a evaporar, sendo necessário espaçar mais entre uma rega e outra.

  • Vá sem medo. É normal uma folha ou outra amarelar enquanto o restante do conjunto se mantém firme e vistoso. Tudo bem cortar essas para dar lugar às novas que vão surgir. Ao manter essas folhas ou caules com deficiência na planta por medo de não saber como ou aonde cortar, acaba-se na verdade prejudicando elas, que gastam muita energia para preservar aquele pedaço com deficiência. 

  • Ilumine. Certifique-se de que sua planta ainda está pegando luz, com a mudança de estação o ambiente que ficava claro no verão pode não receber mais tanta incidência solar assim. Falando em luz, saiba direitinho qual é a sua espécie. Isso facilita na hora de escolher o local da casa que melhor servirá para a turma de verde. 

  • Não adube no inverno. Não force o processo. Pausar e não produzir o tempo inteiro é crucial para recarregar as energias e respirar (e isso vale tanto para as plantas quanto pra gente!). Respeitar o tempo é a maior lição que esses seres nos dão. Se puder, faça no outono, senão, espere a primavera chegar.  

  • Fique atento ao surgimento de pragas. É super comum nesse período o aparecimento de ácaros, fungos e pulgões. Os primeiros não podem ser vistos a olho nu, mas normalmente atacam a parte inferior da folhas, deixando-as com tom de ferrugem. Basta cortar as que estiverem comprometidas. Caso os fungos apareçam, causando pintinhas brancas, mova a planta para um local mais iluminado e claro, corte as folhas danificadas. Já os pulgões - que se fixam nos caules e folhas novas para sugar a seiva da planta - precisam de algo mais forte, sempre recomendamos uma esponja com um pouco de água e sabão ou detergente de côco ou oléo de neem (inseticida natural) e esfregue delicadamente nos pontos atingidos. Importante sempre afastar uma planta com praga das outras da casa para evitar a propagação em todas.
  • Pesquise. Manter a relação com as plantas exige cuidado como qualquer outra. Ser curioso e atento faz toda a diferença porque nosso país é enorme, nem todas os estados possuem essas trocas nítidas de estações e uma mesma espécie pode agir de forma completamente diferente de um lugar para o outro.


Aproveita a calma, logo mais, lá no final de julho, começo de agosto, elas começarão a acordar com força total!

Bom cultivo!